Histórias de Solitários

Quatro e trinta da manhã. E não consigo pregar olho.
Está muito calor, a casa é quente e como as janelas são todas do mesmo lado, não consigo provocar corrente de ar.
Dou voltas e voltas na cama, mas não consigo adormecer.
Acabo por me levantar. Vou à sala, ligo a televisão e, em pé, fico a passar canais sem reparar neles. Quando dou pelo que estou a fazer, desligo-a e vou até à cozinha. Abro o frigorífico e agarrado à porta, fico a olhar lá para dentro. Mas não vejo nada. Não sei o que procuro.
Regresso ao quarto. Visto-me. E saio de casa.
A rua está silenciosa. Não se ouve sequer os ecos dos concertos, das músicas que saem pelas janelas abertas dos carros que cruzam a cidade, dos passos dos seus habitantes. Acendo um cigarro pela companhia.
Caminho, sem real noção disso, até ao sítio onde estão as rulotes abertas toda a noite. Aí sim, há gente, agitação, música fanhosa saída de pequenas aparelhagens sem qualidade nenhuma de som; produzem ruído.
Peço uma mini e uma bifana. À minha volta, gente como eu, que não se dá bem com a casa, com a dormida, com o calor… com a solidão.
Uma miúda, embriagada, pede-me um cigarro. Ofereço-lhe um e dou-lhe lume. Há ali muita gente, algumas estórias, muito riso, gente que fala alto, mas não há pessoas a conversar. Ali não se passa nada. É só um sítio onde os solitários vão terminar a noite e adiar a hora de regressar a casas que não reconhecem.
Termino a bifana e a segunda mini. Fumo um cigarro e arranco dali para fora. Vou caminhar pela cidade. É bonita a cidade a esta hora, sem pessoas. E adio a hora de regressar.

[escrito directamente no facebook em 2017/08/25]

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s