O Primeiro Dia de Escola

O miúdo estava sentado no pequeno muro com as mãos enfiadas nos bolsos das calças.
À sua volta passavam outros miúdos, de enormes mochilas às costas, de mãos dadas com os pais, a correr, a brincar uns com os outros, a entrar em carros que depois se iam embora, ou passavam de bicicleta, ou de skate.
Passado um tempo o miúdo estava sozinho no muro. Toda a gente se tinha ido embora menos ele. Suspirou. Olhou para um lado. Para o outro. A cara preocupada. Depois levantou-se, pôs a mochila às costas, agarrou na marmita do almoço com a mão direita, e arrancou estrada abaixo. Ia pelo passeio, muito juntinho à parede das casas, quando as havia, ou junto ao mato, quando era o que existia na margem do passeio, mas sempre longe do alcatrão onde surgiam rápidos e furiosos os carros.
Chegou ao cruzamento e parou no limite do passeio. Olhou para um lado, depois para o outro e, finalmente, para o primeiro lado e desatou a correr para passar a estrada para o outro lado. Quando lá chegou virou à esquerda, em direcção ao seu destino, de mochila às costas e marmita na mão.
Mais à frente chegou à entrada do túnel. Parou a olhar lá para dentro. Suspirou. No alto, o sol açoitava-o. Os pingos de transpiração caiam-lhe da cabeça, corpo abaixo. As mãos estava húmidas e fechadas nelas próprias. Viu os carros a passarem furiosos por cima do túnel. Depois ganhou coragem e enfiou-se lá dentro. Cruzou-se com os seus medos, os ciganos, os pretos, bruxas de muitas e enormes saias e cabelos muito compridos, bonecas de porcelana, crianças em cadeiras-de-roda, jovens de muletas e até um palhaço. Quando saiu do outro lado do túnel, já em passo de corrida, agarrou-se ao corrimão e respirou fundo, muito e muito depressa. Depois recuperou fôlego e retomou a sua marcha em direcção ao seu destino.
Quando chegou, a mãe viu-o da janela e saiu a correr de casa, assustada, para o ir abraçar. E abraçou-o com tanta força que ele teve de a afastar para poder respirar. E então a mãe perguntou O que é que aconteceu? e ele respondeu O pai não apareceu.

[escrito directamente no facebook em 2017/08/15]

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s